O FBI está procurando oficiais russos do GRU – eles são hackers perigosos. Um grande prêmio foi concedido

Por Admin em

Sandworm é um dos grupos de hackers mais perigosos do mundo, que se tornou extremamente difícil sob a pele dos Estados Unidos. O governo decidiu intensificar suas atividades e pediu ajuda na busca de cidadãos comuns – uma grande recompensa foi entregue por informações úteis.

Hackers Sandworm trabalham para a Rússia

O grupo Sandworm é conhecido pelo ataque de ransomware NotPetya que danificou os principais sistemas de computadores da Ucrânia em 2017 e interrompeu a rede elétrica do país, deixando centenas de milhares de moradores sem eletricidade. O ataque também se espalhou pela Ucrânia, causando perdas de quase US$ 1 bilhão no setor privado dos EUA, incluindo instalações médicas e hospitais.

Esta não é a única conquista dos hackers. Diz-se que Sandworm também atacou os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em PyeongChang na Coreia do Sul ou um vazamento de informações que deveria desacreditar o então presidente francês Emmanuel Macron. No entanto, vários ataques foram frustrados com sucesso (havia planos para um ataque à infraestrutura da Internet da Ucrânia ou um ataque que interrompeu o fornecimento de grãos).

Não é nenhum segredo que membros do grupo Sandworm trabalham para a unidade militar russa 74455 na Diretoria Principal de Inteligência (GRU) e realizam ataques de computador no interesse da Rússia (embora o governo local negue isso). Os Estados Unidos há muito querem capturar hackers – o primeiro “cartaz de procurado” foi lançado em 2020, mas até agora não foi possível capturar ninguém.

O FBI distribuiu um prêmio gigante por informações sobre hackers russos

Autoridades dos EUA dizem que hackers apoiados pela Rússia podem estar se preparando para novos ataques cibernéticos direcionados a empresas e organizações dos EUA. Por esta razão, a busca por membros Sandworm se intensificou recentemente.

Leitura interessante:  O Sonos Ray é a barra de som mais barata deste fabricante. O que ele oferece?

Sandorm - O FBI está à procura de hackers russos

Agentes do Federal Bureau of Investigation (FBI) identificaram seis homens que pertencem ao grupo de hackers – são eles: Yuriy Sergeyevich Andrienko, Sergey Vladimirovich Detistov, Pavel Valeryevich Frolov, Anatoliy Sergeyevich Kovalev, Artem Valeryevich Ochichenko e Petriskin Nikolayevich Plich Plich Plich.

Os homens procurados são oficiais do serviço de inteligência militar russo. Para detalhes que possam ajudar a localizar os hackers, o FBI ofereceu uma recompensa de US$ 10 milhões – as pessoas com essas informações podem entrar em contato com a agência do canal de comunicação usando a rede Tor.

Fonte: Departamento de Estado dos EUA, TechCrunch

Categorias: Blog