Amazon revelou um novo e controverso recurso Alexa

Por Admin em

Na conferência Amazon Re: Mars, o vice-presidente sênior da Alexa, Rohit Prasad, revelou um recurso surpreendente. A imitação de vozes deve ser uma maneira de lembrar os entes queridos que já faleceram.

Há algum tempo, a Somnium Space anunciou que planeja trabalhar para possibilitar conversas com parentes após suas mortes. Aparentemente, a Amazon também achou isso uma boa ideia e atualmente está trabalhando em um sistema para torná-lo Alexa poderá imitar qualquer vozdepois de ouvir uma gravação de um minuto.

Qual é o objetivo desse recurso?

Segundo Rohit Prasad, o objetivo é tornar preservar as memórias depois de perder um ente querido.

Embora a inteligência artificial não possa remover a dor da perda, ela certamente pode fazer com que as memórias durem.

Durante a conferência, ele apresentou um vídeo de demonstração no qual Alexa lia em voz alta para uma criança na voz de sua avó recentemente falecida. Até agora, no entanto, nenhum cronograma foi apresentado que especificará quando ou se esse recurso será lançado ao público.

De onde veio a polêmica?

Especialistas em segurança há muito se preocupam com o fato de que as ferramentas de áudio que usam a tecnologia de conversão de texto em fala para criar vozes sintéticas abrirão caminho para novos golpes. Vale lembrar o incidente ocorrido nos Emirados Árabes Unidos em 2020. Cibercriminosos explorados voz falsa do reitor uma das empresas para fraudar o chefe de um dos bancos e levar mais de US$ 35 milhões.

Afinal, crimes de áudio falsos ainda são relativamente incomuns, e as ferramentas disponíveis para golpistas são relativamente primitivas por enquanto.

O que você acha do recurso Alexa em destaque? Me conte nos comentários!

Leitura interessante:  O Google lê seus textos e os notifica se forem importantes

Fonte: engadget.com

Categorias: Blog